Como comprar apartamento com renda informal? Descubra

A aquisição do próprio apartamento é um dos momentos mais aguardados na vida da maior parte das pessoas. Apesar disso, esse momento costuma ter uma série de nuances e complexidades que trazem muitas dúvidas para quem busca obter esse imóvel.

Muitas dessas questões são relacionadas a processos como a comprovação de renda, que é tão importante para obtenção de financiamentos. Os principais afetados por essas dúvidas costumam ser justamente aqueles que possuem uma parte — ou toda a sua renda — advinda de forma informal, e muitos acreditam, inclusive, não ser possível declará-la.

Quando paramos para pensar que o trabalho fora da realidade da CLT tem se tornado mais comum nos últimos anos, é fundamental obter mais informações sobre como as pessoas que se encaixam nessa realidade podem obter um imóvel. Por isso, preparamos este texto completo sobre como comprar apartamento com renda informal. Confira!

Como posso comprovar minha renda?

Parte fundamental de como obter um financiamento de imóvel depende da comprovação da renda. E como normalmente o financiamento é a principal ferramenta para a compra de um apartamento, uma vez que outras opções, como a compra à vista, por exemplo, costumam estar fora do orçamento, saber como fazer essa comprovação é fundamental.

Existe certa diversidade em relação às formas de se comprovar renda, algumas se enquadram melhor dependendo da renda e do tipo de relação de trabalho. Ou seja, ser CLT, funcionário público, MEI ou autônomo pode trazer diferenças na hora da comprovação.

Verdade seja dita, a construtora, ou a instituição financeira responsável pela venda, também pode apresentar exigências diferentes de acordo com a política de cada uma delas. Normalmente, as comprovações de renda ocorrem por meio dos holerites ou de contracheques, o que acaba beneficiando quem tem um trabalho formal.

Mas calma que quem possui renda informal pode fazer essa comprovação, e é disso que tratamos a seguir.

É possível comprovar renda informal?

Umas das muitas dúvidas por parte daqueles que possuem renda informal, seja parcial ou completa, é se é possível comprovar sua renda. Isso acaba resultando em uma parcela relevante dessas pessoas acreditando que nunca terão como obter seu próprio apartamento, e que terão que viver de aluguel, uma vez que não podem comprovar seus vencimentos para o financiamento.

Felizmente essa leitura está errada, e existem, sim, meios de se comprovar renda informal. Não só isso, como é possível até completar a sua renda formal com alguma informal para conseguir melhores condições de financiamento.

Por isso, vamos falar um pouco sobre os meios para comprovar os rendimentos informais!

Declaração de IR (Imposto de Renda)

A declaração de Imposto de Renda costuma ser exigida como documentação necessária para a maior parte dos financiamentos, também podendo ser usada como comprovação de renda. Para trabalhadores informais que não estão isentos ela pode ser muito útil, uma vez que prova diversas informações sobre os recebimentos do indivíduo.

Desde os rendimentos no ano anterior até as fontes desses rendimentos e os principais gastos, o Imposto de Renda costuma dar um panorama bem completo da situação financeira de cada um.

Está gostando das dicas? Siga conosco para mais informações sobre como conseguir o seu apartamento, mesmo possuindo renda informal!

Extratos bancários

Por meio dos extratos bancários é possível ter acesso a todas as movimentações financeiras que ocorreram naquela conta. Tradicionalmente, imprime-se o extrato dos últimos seis meses, verificado os gastos e as receitas por meio do histórico das transações daquela conta.

É importante dizer que, normalmente, é considerado ideal que o extrato seja do mesmo banco no qual se pretende fazer o financiamento. Outro ponto relevante é que não são todas as instituições que aceitam esse meio como forma de comprovar renda, especialmente para o caso de compras de imóveis, por isso, é importante verificar com a instituição se ela aceita ou não.

Comprovante do INSS

O INSS é a contribuição previdenciária que todas as pessoas que exercem funções remuneradas são obrigadas a pagar. O valor desse pagamento é relativo à renda do indivíduo usada na base de cálculo da contribuição.

Portanto, é possível utilizar o comprovante do INSS como comprovante de renda, alegando que o valor pago se deve à sua renda. Entretanto, é sempre interessante que ele seja apresentado junto a outros documentos que comprovem a renda — por exemplo, o IR —, trazendo mais confiança e podendo resultar até em melhores condições para o financiamento.

Decore

Talvez essa não seja a opção mais conhecida, por isso mesmo vamos apresentá-la. O Decore é um documento que pode ser emitido por contadores para profissionais que não trabalham com carteira assinada.

Essa comprovação pode ser usada tanto por profissionais liberais quanto por trabalhadores autônomos, e é aceita como comprovante de renda. Para ela poder ser válida, um contador é quem deve emiti-la, e é necessário constar o nome dele e o número do seu CRC.

Porque devo comprovar renda?

A comprovação da renda é parte fundamental do processo de aquisição de qualquer financiamento, ainda mais no caso imobiliário. Basta pensarmos em como para nós já é complexo comprar um bom apartamento, pois exige tempo, muito planejamento e esforço.

Da mesma forma que precisamos tomar muito cuidado e nos preparar, as instituições financeiras também possuem as suas precauções para garantir que nada dê errado para o lado delas. Já pensou como seria prejudicial para elas conceder um financiamento e a pessoa não ser capaz de arcar com ele?

Além disso, a lei brasileira estipula um limite no qual o valor das prestações não pode ultrapassar 30% da renda do trabalhador. Para que a instituição financeira tenha certeza de que não está te fornecendo um financiamento acima disso, ela precisa saber com precisão a sua renda.

Enfim, muitas pessoas podem não saber, mas é, sim, possível conseguir um financiamento imobiliário mesmo possuindo renda informal. Claro que é preciso um pouco mais de atenção com as documentações e talvez dê um pouco mais de trabalho, mas é possível comprovar o quanto você ganha e, assim, conseguir um bom financiamento para obter o seu apartamento!

Esperamos que tenha gostado das dicas e convidamos você a deixar um comentário para interagir conosco!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.