4 dicas de como organizar as contas de casa para ter uma boa saúde financeira

Saber organizar as contas da casa é sinônimo de uma vida financeira saudável. Além disso, conflitos podem ser evitados quando se sabe exatamente onde pode e onde não se deve investir seu dinheiro. Ainda mais quando se vive em casal, saber gerenciar da melhor forma as contas é uma forma de evitar brigas e desentendimentos.

Quando um casal decide viver junto um dos principais gargalos para que a relação prospere é a organização das finanças da casa. Como estão acostumados a lidar com a vida financeira de forma individual, organizar a dinâmica financeira em casal pode ser um desafio.

Quer saber mais sobre esse assunto? Preparamos esse post com algumas dicas de como organizar a realidade financeira em casal e vamos mostrar a importância de manter as finanças em ordem para evitar atritos. Vem com a gente e boa leitura!

Como organizar as contas da casa de um casal?

Quando duas pessoas decidem viver juntas algumas questões precisam ser estabelecidas para que o dia a dia possa fluir da melhor maneira possível. Um dos pontos de atenção é justamente o lado financeiro. Falhas nessa organização podem impactar diretamente na dinâmica orçamentaria do casal, gerando brigas e discussões.

Manter a transparência financeira pode evitar situações desagradáveis e mostrar um sinal de confiança e parceria entre o casal. Saber controlar os gastos através de um planejamento financeiro é uma ótima dica para organizar dívidas e realizar os pagamentos nos dias certos. Veja algumas dicas de como estruturar a realidade financeira do casal.

1. Entender a realidade financeira do casal

O diálogo é a maneira mais eficiente de resolver qualquer tipo de problema que um casal possa ter e, desta forma, não é diferente com a vida financeira. É essencial que se fale sobre dinheiro, já que cada um tem uma maneira diferente de lidar com as finanças. O casal deve entender a realidade financeira um do outro para que possam planejar os gastos e a quitação de contas em dia.

2. Priorizar as contas mais urgentes

Outro ponto importante é dividir os gastos e priorizar as contas mais importantes e urgentes. Por isso, é fundamental que o casal se organize financeiramente para que as contas, como aluguel, água e luz, estejam entre as prioridades. Não pagar contas essenciais pode gerar corte de serviços básicos para a sobrevivência do casal.

3. Compartilhar as despesas de forma proporcional ao salário de cada um

A divisão das contas é sempre um problema entre os casais. Para uma boa organização financeira, as despesas devem ser compartilhadas conforme as condições orçamentárias de cada um. A ideia é que nenhuma parte fique sobrecarregada, principalmente, se o ganho de um é maior que do outro. Por isso, faça a divisão igualitária das contas, considerando a renda individual.

4. Tenha uma reserva de emergência

Não pode faltar em um bom planejamento financeiro uma reserva para situações de emergência. Gastos inesperados podem surgir a qualquer momento, e para evitar apertos desnecessários, é preciso contar com um parte da renda mensal resguardada. Essa prática oferece maior segurança para o casal e evita desgastes financeiros.

Portanto, organizar as contas da casa é fundamental para o convívio harmônico entre o casal, além de evitar a inadimplência e proporcionar a conquista de objetivos financeiros. Além disso, mantenha uma reserva para gastos individuais e estipule metas para despesas extras e reservas. Desta forma, é possível viver bem e sem transtornos para o casal.

Quer comprar um imóvel, mas não sabe se é a hora certa? Descubra quando é o melhor momento para se adquirir a casa própria! 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.