Tire agora suas maiores dúvidas sobre a fiança locatícia

Você já ouviu falar sobre fiança locatícia? Hoje, conversaremos um pouco mais sobre os possíveis seguros ao alugar um imóvel, pois muitas pessoas possuem dúvidas e não entendem algumas burocracias necessárias ao passar por esse tipo de processo. Uma boa pesquisa pode facilitar na hora de fechar negócio e decidir quais decisões fazem mais sentido para o seu bolso.

Primeiro, para alugar um imóvel, o locador oferece um contrato de locação e as chaves ao inquilino e, ao ter a posse da chave, o novo morador precisa seguir uma série de deveres — e direitos — em relação ao aluguel e aos cuidados referentes ao lugar. Assim, por ser algo que demanda certas precauções por ambas as partes, há a necessidade de encontrar maneiras mais tranquilas ao assinar o contrato.

Só é possível conseguir um contrato de locação por meio de garantia de pagamento do aluguel. Então, para que você esteja preparado na hora de alugar um imóvel, entenda as maneiras de assegurar a fiança locatícia e quais modalidades são mais utilizadas de acordo com as necessidades do locatário.

Quais são as vantagens da fiança locatícia?

As vantagens são de ambas as partes: tanto para o proprietário do imóvel quanto para o inquilino. Por isso, é uma opção que tende a agradar os dois lados na hora de assinar o contrato. Confira alguns benefícios que o inquilino terá:

  • não há necessidade de desembolso iminente da caução;
  • em alguns casos, não é preciso de fiador;
  • há o auxílio em caso de serviços para pequenos consertos.

Veja também as vantagens para o proprietário:

  • há garantia do recebimento de aluguéis;
  • tem a segurança na hora de alugar o imóvel com garantias prévias;
  • e, caso haja algum contratempo, a restituição acontece de maneira mais rápida.

Quais são as principais modalidades?

As modalidades de garantia mais utilizadas são:

  • seguro de fiança locatícia;
  • fiança;
  • caução.

Como analisar e entender a fiança locatícia?

Agora que você sabe quais são as vantagens da fiança locatícia, já pode analisar as maneiras mais favoráveis de optar por esse tipo de financiamento. Colocamos algumas questões interessantes a serem pensadas. Vamos lá!

O que é o seguro de fiança locatícia?

As imobiliárias, geralmente, optam por esse tipo de seguro. Aqui, a seguradora fará o papel de responsável caso o inquilino não siga as regras impostas pelo contrato. É uma forma de ter a certeza de que a imobiliária receberá os aluguéis corretamente, pois se o inquilino não pagar, a seguradora serve como uma garantia. Depois, a própria seguradora cobrará do inquilino o que foi pago por ela.

Para contratar esse tipo de serviço, deve ser paga uma taxa à seguradora, mensal ou anual, dependendo do score e da renda do inquilino. Assim, tanto o proprietário como o inquilino podem pagar esse valor, porém, é mais comum que fique como responsabilidade do inquilino.

Fiança: qual é o papel do fiador?

Essa pode ser a opção mais burocrática, porém, ainda é uma das mais utilizadas. Nesse caso, para alugar um imóvel será necessária uma terceira pessoa no contrato. O fiador, como conhecido, é um dos responsáveis pela locação. Por isso, caso o locatário não pague de acordo com o combinado ou provoque prejuízos ao imóvel de forma irresponsável, quem responderá será o fiador.

Assim, há necessidade de que o fiador comprove suas questões financeiras para se encarregar, caso necessário, de possíveis problemas causados pelo locatário. Isso é muito importante, porque pode haver ações judiciais em que o fiador responde pelo contrato assinado.

Como você percebeu, os dois são muito importantes e exercem quase o mesmo papel na hora de alugar um imóvel: o inquilino responde primeiro, pois é a pessoa que contratou o serviço, porém, se algo der errado, o fiador será a pessoa responsável pelos possíveis problemas.

Caução: como funciona essa garantia do proprietário?

O inquilino, ao optar por essa modalidade, deverá depositar três vezes o valor do aluguel para a imobiliária ou para o proprietário do imóvel. Isso implica em uma segurança, pois caso haja inadimplência imobiliária ou algum prejuízo em relação ao imóvel, fica mais fácil de ser assegurado.

Para isso, as duas partes deverão conversar antes de fechar o acordo para que não haja maiores problemas. É importante lembrar que o inquilino recebe esse valor depositado caso não tenha burlado nenhuma cláusula do contrato, sendo reversível e com juros da poupança.

Há, também, outra forma de caução: quando o inquilino apresenta um imóvel como garantia. Caso haja complicações em relação a dívidas acumuladas de aluguel, o imóvel será utilizado para pagamento do locatário. Esse também é um modo de garantir a segurança e deve estar claro durante a assinatura do contrato.

Existe também uma modalidade menos utilizada, pois não tem contrato que possa assegurar direitos e deveres de cada uma das partes do negócio. Leia um pouco sobre o contrato sem garantia.

Contrato sem garantia: vale a pena?

Nesse caso, o lado bom fica com o inquilino, pois não há grandes vantagens ao proprietário. Geralmente, quando há esse tipo de contrato, é porque o locatário precisa rapidamente fechar negócio. Dessa forma, é muito raro encontrar propostas assim em imobiliárias, por exemplo.

Sem garantias não há como exigir legalmente o pagamento de contas ou o cuidado com o imóvel alugado, por isso é sempre interessante ter um contrato claro e objetivo para ambos os lados.

O que é necessário levar em conta antes de investir em uma fiança locatícia?

Você já entendeu que é obrigatório garantir, durante o aluguel do imóvel, que terá como provar que consegue arcar com os custos relacionados a esse contrato. Por isso, pense bem antes de escolher a modalidade de fiança locatícia e procure aquela que esteja dentro de suas possibilidades financeiras.

É interessante pensar em uma forma que você consiga, ao longo do tempo, reaver o valor investido. Assim, a fiança locatícia será uma garantia das duas partes do acordo para que não haja problemas relacionados à manutenção do lugar alugado, por exemplo.

Depois de entender um pouco mais sobre como funciona a fiança locatícia e ficar de olho nas modalidades possíveis, busque mais informações na hora de alugar ou comprar um imóvel. Siga a Metropolis Brokers nas redes sociais e não perca as preciosas dicas do ramo imobiliário! Estamos no Facebook, Instagram e YouTube!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.