O que é IGP-M e como influencia no valor dos aluguéis?

O preço dos produtos no mercado, às vezes, tende a nos assustar: “mas não estava muito mais barato há dois meses?”. É muito comum se deparar com a alta de valores por causa de uma palavra muito conhecida pelos brasileiros: inflação. Por isso, é importante entender como funcionam as taxas e as questões que dialogam diretamente com o bolso do consumidor.

Além de reconhecer o nome dessas taxas, é importante compreender suas variações e como, de fato, elas impactam diariamente na nossa situação financeira. Por isso, ao comprar um produto ou um imóvel, é interessante entender pelo que você está pagando e quais são os momentos ideais de realizar essa compra e os motivos pelos quais essa é a escolha certa.

É importante lembrar que, quando falamos de inflação, temos alguns índices bem conhecidos como o IPCA e o IGP-M, por exemplo. Você já ouviu falar sobre eles? Hoje, trataremos de como esses índices afetam não só os preços no mercado, mas os valores de aluguéis. Vamos lá?

O que é a taxa IGP-M?

Para começar, desvendaremos o que significa essa sigla que você, provavelmente, já ouviu falar em algum jornal: o IGP-M é a sigla para Índice Geral de Preços do Mercado. Ele inclui várias partes de uma cadeia reprodutiva: os preços desde o meio do processo até a ponta final de venda, sendo calculado e difundido todos os meses pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV IBRE).

Assim, o IGP-M serve como medida da variação de preços de forma geral, pensando em cada detalhe da produção e não só no produto final que será comprado pelo consumidor em um mercado, por exemplo.

 Para que o IGP-M existe?

Em 1991, o índice foi criado para indicar as correções de título de depósitos bancários e Tesouro Nacional. Porém, atualmente, ele serve como reajuste de contratos de aluguéis de imóveis e a conta de luz, por exemplo. Possui outras funções como reajustar os planos de seguro e saúde em alguns casos. Assim, o índice mede a variação dos preços para mostrar se há deflação ou inflação. 

Quais são os indicadores na hora de calcular o IGP-M?

Ao calcular o IGP-M, é necessário observar alguns outros índices. Para isso, organizamos os três indicadores que devem ser levados em consideração antes de fazer o cálculo:

  • INCC-M (Índice Nacional do Custo da Construção-Mercado): aqui, o índice abrange o valor dos gatos de ferramentas, aparatos e mão de obra na hora de construir um imóvel;
  • IPA-M (Índice de Preços ao Produtor Amplo-Mercado): nesse caso, o índice se refere aos valores de produtos agrícolas e industriais na parte de atacado. Por exemplo, o milho;
  • IPC-M (Índice de Preços ao Consumidor-Mercado): são os preços relacionados às despesas normais de família. Exemplificando: comidas e artigos de limpeza.

Lembrando que, ao calcular o IGP-M, devemos levar em consideração que 60% são compostos do IPA-M, 30% são do IPC-M e 10% são do INCC-M. Ou seja, quando o IPA-M — produtos agrícolas e industriais — está mais caro, logo o IGP-M também vai aumentar.

Fique de olho: as últimas variações do IGP-M

As taxas variam muito, pois dependem de diversos fatores para funcionarem. Em junho de 2020, o IGP-M concentrava alta de 7,31% em 12 meses. Depois, em 2021, até julho, o índice acumulado foi de 15,08% e de 35,75% nos últimos 12 meses. É importante lembrar que o índice muda mensalmente, ou seja, sempre é alterado. 

Relação entre IGP-M e contratos de aluguéis

Além da conta de luz, o IGP-M é, geralmente, utilizado no reajuste de valores de aluguéis de imóveis. Caso ele cresça, os contratos de aluguel podem aumentar muito mais, por isso é necessário ficar atento mensalmente, pois essa taxa oscila todos os meses de acordo com uma série de fatores, alguns já vistos por aqui.

Além do IGP-M, é importante pensar em outro índice, pois ele faz parte desse movimento de oscilações: o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). Quando o IGP-M está muito maior que o IPCA, como vimos em 2021, há margem de negociação com o dono do imóvel ou com a imobiliária. Como? Propondo um reajuste abaixo do IPCA. 

O que é o IPCA?

O IPCA é calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sendo o índice que determina a variação de preços de serviços e produtos para o consumidor final, sem considerar todos os preços do meio do processo como faz o IGP-M. Por isso, ele é mais abrangente e deve ser levado em consideração.

Esse índice atua diretamente no bolso das famílias, pois ele não constitui apenas o preço de cada mercadoria, porém, o valor que cada uma possui no orçamento geral, impactando o bolso dos consumidores diretamente. Assim, analisar o IPCA é fundamental para que os valores finais não atrapalhem as compras familiares. 

As taxas envolvidas ao fazer uma compra são muitas, por isso, precisamos pensar bem antes de realizar qualquer negócio. O primeiro passo você já deu: entendeu um pouco mais sobre essas siglas e a maneira como elas influenciam nos valores dos produtos e aluguéis. Além desse conhecimento, é importante também entender como podemos diminuir essas taxas e fazer uma boa compra.

Há a necessidade de pesquisar bastante e, para isso, nós sabemos que a internet está cheia de opções, porém, devemos sempre ser assertivos e utilizar sites que são, de fato, confiáveis para fazer nossas buscas. Entendemos que são muitas questões para serem levadas em conta. Às vezes, ficamos cansados de tanta burocracia!

Mas pode ser mais fácil: se você está à procura de um imóvel e quer saber se é possível ter uma redução na taxa de juros, nós já te adiantamos: sim, é possível! Mas, para isso, organize-se e siga todas as dicas que a Metropolis Brokers preparou especialmente para você diminuir esses valores das taxas e conseguir o imóvel dos seus sonhos. Já passou da hora de entender um pouco mais as oscilações do mercado e aproveitar todas as oportunidades, não é mesmo? Agora é com você!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.