Casas do futuro: 8 tendências que poderão ser aplicadas no seu lar

A tecnologia é uma realidade em constante evolução e está presente no dia a dia de milhares de pessoas ao redor do mundo. Aliada a ela, as mudanças demográficas e climáticas, cidades cada mais populosas e a busca por um planeta mais sustentável têm contribuído para a transformação do conceito de lar. As casas do futuro são as novas definições de moradia.

Como resultado da mudança causada por essas tendências globais, é cada vez mais comum as pessoas buscarem por residências financeiramente acessíveis, sustentáveis e com tecnologias que ajudem a controlar os aparelhos da casa e proporcionar mais segurança.

As casas do futuro são ideias para quem está em busca de modernidade, conforto e praticidade. Neste post, vamos explicar o que são essas moradias, suas características e mostrar quais são as principais tendências. Confira!

O que são as casas do futuro?

É fato que pensar em casas do futuro nos remete a muita tecnologia por todos os cômodos. Com o crescimento da Internet das Coisas (IoT), muitas tendências tecnológicas para residências estão surgindo, deixando a rotina dos moradores mais prática e eficiente. Por isso, essas moradias inteligentes estão preparadas para oferecer o que há de mais moderno no mercado.

Além da inteligência artificial, as casas do futuro trazem muita conectividade e interação entre os ambientes, tecnologia na decoração, sustentabilidade e segurança. Com o tempo, a tendência é que cada vez mais a casa esteja conectada aos eletrodomésticos, facilitando a rotina de todos. 

Quais são as tendências das casas do futuro?

Muitas coisas que fazemos no nosso dia a dia estão ligadas à tecnologia. Usamos aplicativo de trânsito, conversamos com outras pessoas por meio de chamadas de vídeo, conectamos nossos telefones ao painel do carro, entre outras situações. Dentro das nossas casas, a tecnologia facilita a rotina e oferece mais dinamismo para as tarefas diárias. Veja algumas tendências das casas do futuro.

1. Supermercado dentro do condomínio

Dentro das áreas comuns de muitos edifícios residenciais, supermercados e serviços de conveniência já estão presentes, facilitado a vida dos moradores. Essa é uma das tendências das casas do futuro. A maioria desses estabelecimentos possuem sistemas automatizados para a realização de encomendas, pagamento e retirada de compras.

2. Geladeiras conectadas

Uma das principais tendências tecnológicas nas casas do futuro são as geladeiras conectadas. Esse inovador equipamento possui acesso à internet, permitindo que comandos sejam enviados por meio de um smartphone. Alguns modelos têm superfície de touch screen na porta que possibilita que os moradores registrem todos os compromissos em uma agenda digital.

Desta forma, pode-se criar lembretes, consultar receitas e atender ligações. Além disso, existem versões que possuem câmeras embutidas e permitem que o morador veja todo o conteúdo que está dentro da geladeira pela tela da porta. Desta forma, não é preciso abrir a geladeira à toa, o que pode contribuir no valor da conta no fim do mês.

3. Assistente virtual

Os assistentes virtuais são ativados por comando de voz e fazem interação com diferentes plataformas, conectando com outros eletrônicos ou serviços. Alguns dispositivos, como Amazon Alexa e Google Home funcionam como essas secretárias virtuais.

Esses sistemas possuem múltiplas tarefas que permitem que o indivíduo escute música, fique por dentro da previsão do tempo, acompanhe as condições do trânsito, faça compras e até gerencie atividades da casa, como apagar ou acender luzes.

4. Espelho inteligente

Algumas tendências são tecnologicamente incríveis. Em um futuro não tão distante, a residência moderna terá um espelho inteligente capaz de realizar um check-up do seu corpo em menos de 30 segundos. A ideia é que ele mostre os principais índices de saúde, como a massa muscular e o peso.

Esse equipamento possui tecnologia Raio-X 3D e, conectado a um aplicativo móvel que armazena as informações, consegue gerar relatórios comparativos sobre a evolução da saúde e condições físicas da pessoa ao longo do tempo.

5. Fechaduras conectadas ao smartphone

Falar de casas do futuro é falar de fechaduras digitais. Esse tipo de tranca que dispensa o uso das chaves convencionais é comum nas smart homes – também conhecidas como casas conectadas. Além de serem modernas, já são bem populares no mercado. Alguns modelos funcionam com um chaveiro de proximidade ou por senha. O diferencial entre essas fechaduras está nos detalhes que promovem alta segurança aos moradores, como a presença do alarme antiarrombamento e do fechamento automático.

Nesse último caso, quando uma pessoa tenta entrar na residência após o travamento da fechadura, é emitido um aviso sonoro e uma notificação pode ser encaminhada para o aparelho celular dos moradores. As fechaduras digitais podem ser encontradas em vários lugares, inclusive, na internet. Esses modelos são mais seguros que os convencionais, como a tetra chave, e podem ser instalados em qualquer tipo de imóvel.

6. Ambientes delimitados

Diferente da divisão dos espaços dentro dos atuais apartamentos, a tendência é que as casas do futuro possuam ambientes mais delimitados, com cômodos mais espaçosos e cômodos reservados para acomodar um escritório.

Desta forma, imóveis que não tenham divisórias entre os cômodos terão cada vez menos procura. A alta do home office trouxe à tona a necessidade de manter a privacidade para que cada morador consiga realizar suas atividades em um ambiente individual.

7. Natureza incorporada aos edifícios

As casas do futuro trazem uma proposta de juntar a vida urbana dos grandes centros sem dispensar o contato com a natureza. É cada dia mais comum os projetos arquitetônicos priorizarem experiências que levem a conexão direta com o meio ambiente. Essa é uma maneira de integrar esses espaços verdes aos condomínios fechados, levando mais ar puro e qualidade de vida aos seus residentes.

8. Energia renovável

As casas do futuro estão cada dia mais voltadas para a sustentabilidade e muitas atendem aos requisitos de certificações. Esse modelo de moradia se preocupa em fazer uso de energias renováveis, como a implantação de um sistema de energia solar. Nesse tipo de residência, é possível otimizar o uso de água e luz com a implantação de equipamentos que ofereçam menos impacto ambiental.

Também existem no mercado sistemas que proporcionam maior conforto térmico com menor custo de energia. Além disso, em breve teremos aparelhos capazes de reciclar o lixo e transformar resíduos em energia que fará funcionar pequenos eletrodomésticos.

Portanto, as casas do futuro são empreendimentos cada vez mais sustentáveis e tecnológicos que tendem a dominar o mercado com o passar do tempo. Isso porque esse tipo de moradia oferece mais conforto, praticidade e segurança aos moradores.

Gostou deste post? Compartilhe com seus amigos nas suas redes sociais!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.