Qual a importância de definir metas pessoais para comprar um imóvel?

A definição de metas pessoais pretende estabelecer uma mudança de hábitos. Em se tratando do segmento financeiro, isso pode significar a conquista de planos como realizar o sonho da casa própria. Para isso, é importante traçar objetivos de curto, médio e longo prazo.

Em nosso país, chegamos à vida adulta sem muito conhecimento sobre um planejamento financeiro, pois falta uma educação voltada a esse contexto. Dessa forma, temos dificuldades em gerenciar nosso salário e acabamos por desperdiçá-lo. Assim, é comum vermos uma grande parte de brasileiros endividados.

De forma superficial, pensar e organizar nossa renda permite que se busque meios para aplicar o dinheiro e/ou guardá-lo, evitando desperdícios e, até mesmo, gastos repentinos, pois é possível deixar uma margem destinada para algo imprevisto.

Pensando nisso, elaboramos este artigo com algumas dicas de como definir metas pessoais para comprar um imóvel. Quer saber como isso é possível? Continue a leitura!

O que são metas pessoais financeiras?

Quando sentamos para definir objetivos é comum confundirmos com desejos. Nessa hora, elaboramos frases como: “conseguir mais dinheiro para a compra de um imóvel”, “arrumar outro trabalho” etc. No entanto, mesmo que eles sejam necessários para um maior desenvolvimento pessoal, as metas funcionam de maneira diferente, elas precisam ser pautadas em uma realidade concreta e presente.

Portanto, é importante lembrar de que o planejamento consiste em tarefas menores e objetivas, que o ajudarão a chegar a um objetivo. Por isso, os prazos são estabelecidos em curto, médio e longo prazo, de acordo com os planos a serem alcançados.

Vamos entender melhor cada um dos prazos?

Curto prazo

As metas de curto prazo devem ser alcançadas em poucos meses. A organização deve buscar alguns pontos importantes, como:

  • elaboração de orçamento geral para saber como seu dinheiro é gasto;
  • criação de um fundo de emergência para ser usado em casos de imprevisto;
  • organização e pagamento de dívidas com juros altos.

Médio prazo

Essas visam um plano financeiro com prazo maior, entre 2 e 5 anos. Portanto, pense em desejos possíveis de serem realizados dentro desse período, como:

  • pagamento de uma viagem;
  • metas pessoais como: casamento e festas de aniversário;
  • início de um estudo;
  • pagamento de dívidas estudantis.

Longo prazo

As metas de longo prazo envolvem a conquista da permanência dos hábitos anteriores, ela é uma consequência do planejamento a curto e médio prazo. Aqui, pensa-se em um investimento maior, como casa própria, previdência privada e aplicações em dividendos financeiros.

Como criar metas para comprar um imóvel?

Começar colocando os objetivos no papel é o primeiro passo para visualizar as informações concretas da sua renda mensal e das suas motivações. Abaixo, elencamos algumas dicas que vão ajudar na elaboração do seu planejamento financeiro, para obtenção do seu imóvel próprio.

Seja realista

As metas servem como um meio de motivação para ir atrás dos objetivos, quando estabelecemos objetivos inalcançáveis, geramos em nós a frustração e, consequentemente, o desânimo, é nesse ponto que desistimos. Portanto, seja realista com relação a seu dinheiro e seus gastos.

Seja específico

Quanto melhor se tem a visão do se quer, mais energia será direcionada para isso. Portanto, busque trabalhar com objetivos sólidos e direcionar estratégias para alcançá-los. Imaginemos que sua meta é comprar uma casa, só escrever isso no papel não é suficiente, é necessário a elaboração de planos de ação. Dessa maneira, uma boa ideia é começar a trabalhar com possibilidades diferentes, como:

Trabalhe com prazos

Apresentamos no início do artigo o conceito de curto, médio e longo prazo, eles servem para que os objetivos sejam delimitados em um determinado período. Além de ser um meio em degraus para conquistar a mudança de hábitos, pois começamos com o curto prazo e aumentamos até o longo prazo.

Essa etapa permite que você enxergue com mais clareza suas metas pessoais, pois nem sempre é possível realizar tudo dentro de um único ano. As metas de médio e longo prazo também devem ser pensadas e organizadas, pois não se conquista algo para o futuro sem mudar rotinas no presente.

Os prazos permitem que você estabeleça prioridades. Isso permite o direcionamento de suas energias vitais aos seus objetivos mais importantes, traçando o caminho necessário para concretizar seus planos futuros.

Organize o orçamento

A regra básica financeira é: não gaste mais do que você ganha. Conhecer o seu caixa disponível, ou seja, ter a ciência da sua renda mensal auxilia no estabelecimento das metas e nas diferentes formas de delimitar os prazos, além de evitar exageros.

Nesse sentido, a primeira sugestão é observar seus gastos, movimentações financeiras e dívidas, assim, você saberá para onde parte do seu dinheiro vai. Com essa exatidão, é possível optar por economizar em determinados setores que consideramos despesas pequenas, como o cafezinho no meio da tarde e o salgado da padaria. Em um montante, esses gastos podem atingir um valor alto dentro do orçamento.

Nessa etapa, podemos contar com a ajuda da tecnologia, o uso de planilhas em computadores facilita a visualização das contas, já que elas calculam automaticamente todos os dados que nelas são inseridos.

Monitore seu desempenho permanentemente

O monitoramento consiste em avaliar se o planejamento é seguido e se não é preciso fazer adequações. Isso permite encontrar novas possibilidades de gerar renda ou de economizar. Além disso, a vida é dinâmica e estamos em constante mudança, portanto, é necessário checar com constância se o planejamento está adequado à sua realidade.

Por fim, estabelecer metas pessoais nos impulsiona a objetivos maiores. A realização de um sonho está em hábitos construídos diariamente. Neste artigo, vimos que as metas precisam ser concretas para alcançar nossos desejos. Portanto, estabelecê-las de forma realista e acompanhá-las de acordo com as mudanças da vida são etapas fundamentais para a conquista da casa própria, por exemplo.

Agora, que tal ler outro artigo que vai explicar as vantagens e como acertar na escolha de imóveis prontos para morar? Dessa forma, você ficará mais informado e pronto para iniciar seu planejamento.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.