Decoração minimalista: entenda o que é e como aderir na sua casa

A decoração minimalista é uma vertente de um estilo de vida. O conceito minimalismo consiste em reduzir os excessos e viver com aquilo que é essencial, sendo aplicado tanto na decoração como em vestuários, alimentação e em outros aspectos da vida. Mas como surgiu esse estilo? Vamos entender?

Ele surgiu no período pós-guerra, quando a economia estava em recuperação e as condições financeiras da população eram desfavoráveis. Dessa forma, as famílias adotaram um modo de vida que utilizavam nas decorações o mínimo necessário, deixando de lado os gastos com mobílias e ornamentos de luxo. Além desse fato, esse estilo também surgiu para classificar a arte minimalista, só depois caminhou para a arquitetura.

Ainda, ele representa um gosto por uma vida mais simples e menos consumista. Hoje, ele está em alta, pois toda a sua ornamentação é pensada para ser funcional e, ao mesmo tempo, elegante e sofisticada. A estética desse estilo é bem valorizada no universo decorativo porque suas cores claras, frias e neutras ressaltam a luz natural e as superfícies lisas dão um ar leve e organizado ao espaço.

Ficou interessado nessa tendência? Pensando nesse estilo de vida, criamos algumas dicas para você aplicar no seu lar. Acompanhe a leitura!

Conheça algumas vantagens

São inúmeras as vantagens que esse modelo oferece, tais como:

  • o ambiente mais organizado oferece uma sensação de tranquilidade;
  • com poucos móveis e objetos, a limpeza diária se torna mais fácil;
  • o aproveitamento da luz natural ajuda na economia com gastos como energia elétrica;
  • as cores dão uma sensação de amplitude e leveza;
  • uma casa mais funcional e confortável.

Veja as 8 dicas de decoração minimalista para você aderir em sua casa

Reduza os objetos no ambiente, deixando apenas o essencial

Desapego é o lema do minimalismo. Doar ou vender objetos como roupas, livros, utensílios domésticos, objetos de decoração e todas as coisas que não estamos utilizando libera um espaço que já deveria estar livre, ou seja, colabora com uma organização mais efetiva dos pertences e diminui o acúmulo de coisas.

Portanto, comece seu processo realizando uma limpeza em todos os cômodos da casa, pensando só em manter aquilo que é essencial para cada cômodo e para você, eliminando itens decorativos sem utilidade.

Planeje bem

Pensar no planejamento é um dos passos mais importantes, pois de nada adianta esvaziar os cômodos e não idealizar a disposição dos móveis, das cores e dos objetos. Priorize sempre a funcionalidade de todos os itens, pense em cores neutras e pesquise o máximo que puder.

O planejamento permitirá que você visualize os detalhes antes de aplicá-los, facilitará a escolha dos móveis adequados para a sua necessidade cotidiana e permitirá a harmonia dos elementos dentro da sua casa.

Crie espaços de destaque como: paredes, quadros, móveis com cores

As cores desse estilo são mais neutras e geralmente é utilizado o cinza, off-white, preto, marrom escuro e claro, sendo o branco a cor principal. Mas é possível quebrar um pouco toda essa neutralidade, criando espaços contrastantes, como, por exemplo: apostar em cores vibrantes em uma parede, utilizar os objetos úteis como parte da decoração, com isso você pode escolher cores mais fortes, almofadas e flores coloridas dão um toque especial às cores claras do ambiente.

Invista na iluminação natural com pontos de luz

A iluminação natural é muito valorizada nos ambientes minimalistas, apostar em janelas grandes garante a entrada da luz solar, com isso também é possível reduzir o consumo de energia. As persianas e as cortinas de tecidos finos podem compor a decoração e valorizar a leveza do ambiente.

Para a iluminação noturna, aposte em pendentes de modelos simples, abajures ou, até mesmo, modelos de lustres mais simples. As cores podem variar com a composição escolhida pelo morador, uma tonalidade que está em alta é o rosê gold, mas é possível escolher cores mais fortes para contrastar com a neutralidade. Em relação aos materiais, aposte em itens de cobre, madeira e concreto.

Aposte em mobília com design funcional

As mobílias, geralmente, são escassas nesse estilo, têm uma modelagem mais reta, sem puxadores de porta, são claras, os racks e as mesas de centro são mais baixas do que o normal, pois mantêm um espaço mais amplo. Os móveis, além de compor a decoração, terão suas funcionalidades marcadas.

Adote a organização como prática diária

Um dos pilares do minimalismo é a organização. Sabe aquela ideia de que cada objeto tem seu lugar e ele está lá para cumprir uma função? Pois bem, a redução de objetos — primeira dica do post — ajuda nesse processo. Manter só o que é funcional garante uma facilidade de limpeza e equilíbrio no dia a dia. A desorganização do ambiente descaracteriza esse estilo. Com isso, o tempo gasto na rotina de organização e limpeza diminui consideravelmente.

Prefira cores neutras

Cores como o cinza, preto, branco e marrom são a aposta desse modelo de decoração. O branco é a base do minimalismo, ele proporciona a difusão da luz natural, realça todas as cores que compõem o ambiente ao mesmo tempo e dá a sensação de amplitude, aprofundando os espaços.

Objetos na decoração

Os objetos são o grande segredo para mesclar as cores neutras com as mais vivas. Você pode investir em pôsteres, quadros, vasos de flores e plantas, espelhos com molduras, almofadas etc. Até mesmo os utensílios domésticos podem servir como decoração.

Na escolha desses itens, aposte em cores que contrastem com as neutras, é possível escolher desde tons pastéis até mesmo as mais vibrantes, como o vermelho, laranja, amarelo, azul e verde. Manter o equilíbrio é importante e garante uma decoração elegante e sofisticada.

A decoração minimalista existe há um bom tempo, porém ela ganhou força atualmente, até pelo estilo de vida movimentado que levamos, pois manter a casa organizada e limpa requer tempo, mas, com esse modelo de decoração, isso é facilitado pela escassez de objetos e móveis.

As cores neutras oferecem um ambiente mais tranquilo e limpo. Ainda, a iluminação mais natural causa uma sensação de amplitude e uma economia significativa no consumo de energia. Além de ser um estilo sofisticado e elegante, ele contribui para um consumismo mais equilibrado e preciso.

Gostou deste post? Conseguiu identificar se você tem um estilo minimalista? Compartilhe com a gente, deixe seu comentário aqui!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.