5 dicas práticas para você acertar na decoração da casa nova

Se mudar para outra casa é sempre uma oportunidade de renovar as energias para começar uma nova etapa da vida, não é mesmo? Mas antes do espaço se tornar verdadeiramente um lar, existem alguns pontos que merecem atenção e um deles é pensar em como fazer a decoração de casa nova.

A decoração faz toda a diferença! Não se trata apenas de deixar os espaços mais bonitos, mas, também, em transformar o novo imóvel no refúgio da família, com todo aquele toque de conforto e aconchego que só a nossa casa tem.

Pensando nisso, separamos neste artigo cinco dicas que vão ajudar na decoração da sua casa nova. Vamos lá?

1. Estipule um orçamento 

Você já deve ter ouvido por aí que o planejamento é a parte mais importante de qualquer processo, não é mesmo? Afinal, quando o assunto é decoração, a parte de planejamento envolve medir todos os espaços e, principalmente, definir o teto de gastos.

É normal que, depois de mudanças, as famílias fiquem com um orçamento mais apertado. Afinal, são muitos gastos! Por isso, comece colocando na ponta do lápis o valor que pretende gastar com as peças decorativas. Aqui, a intenção é se organizar para fazer as melhores escolhas com o teto de gastos definido. Assim, você não terá surpresas no final.

Além de definir o orçamento, também é interessante pensar em quais cômodos da casa são os preferidos da família. Dessa forma, é possível investir um pouco a mais nesses locais para o maior conforto de todos.

2. Defina um estilo de decoração

Você já deve saber que existe uma infinidade de estilos de decoração, certo? É interessante ter referências antes de colocar a mão na massa. A partir disso, você pode definir quais estilos pretende seguir.

O mais importante é se atentar à proposta de cada ambiente e identificar o estilo que mais combina com você e sua família. Não se esqueça de observar que, mesmo que diferentes, os espaços devem conversar entre si, ok? A seguir, apresentamos alguns tipos de decoração.

Clássico 

Marcado por cores neutras e sóbrias, como preto, branco, cinza, azul-marinho e vinho. Tem um tom elegante, atemporal e sofisticado. Além disso, conta com materiais finos, como madeira e mármore.

Moderno

Tem um ar jovial e descontraído. Costuma ter peças de decoração coloridas, funcionais e descomplicadas. É marcado pela tecnologia e por um design diferenciado. Além disso, os acabamentos em ferro cromado e aço escovado estão muito presentes nesse estilo de decoração. 

Clean

Decoração caracterizada pela discrição e minimalismo. Aqui, a ideia é: menos é mais. Predominam o uso de cores claras e objetos funcionais. Essa é uma boa opção para locais mais amplos, com bastante espaço para circulação, garantindo a fluidez das pessoas.

Industrial

Com uma estética cheia de personalidade e proposta marcante, a decoração industrial lembra os galpões de Nova York entre os anos 50 e 70. Funciona com mix de cores, principalmente o tom de cimento queimado e outros mais vibrantes, como laranja, amarelo e vermelho. Tijolos à mostra e itens com acabamento em vidro e maneira também combinam muito.

3. Pense nas cores e na iluminação

Antes de definir as cores dos objetos e das paredes, observe a quantidade de claridade natural que o ambiente recebe. Confie: um ambiente naturalmente escuro — com paredes em cores fechadas — e objetos também escuros causam uma sensação de decoração sufocante.

Basicamente, a regra é: quanto mais iluminação, melhor. Se o espaço não receber muita luz solar, existem alternativas interessantes. Uma delas é apostar nas paredes em tons claros. A mesma regra vale para papéis de parede: os com fundo bege ou branco trazem claridade ao espaço. 

Outra opção são as luminárias. Em ambientes mais escuros, o ideal é apostar em vários modelos diferentes: abajures, pendentes, lustres e trilhos de lâmpadas spots são algumas opções. Esse último é uma alternativa muito legal para quem gosta de mudar móveis do lugar porque, geralmente, os trilhos permitem adaptar os focos de luz em novos layouts.

4. Decida quais móveis antigos ficarão

Antes de pensar no que precisa ser comprado, que tal focar em tudo o que a família já tem e poderá reaproveitar? Além de proporcionar mais economia, sabemos que alguns móveis e peças têm valor sentimental e não merecem ser descartados.

Com o estilo de decoração em mente, tente avaliar quais móveis combinarão com a nova casa e, principalmente quais serão úteis. Essa também é uma ótima oportunidade para descartar peças que não atendem mais às necessidades da família, bem como fazer pequenos reparos e reformas em outros móveis que devem ficar.

Outra dica é tentar não acumular muita mobília em um único ambiente. Além de a estética ficar confusa, o excesso de itens pode atrapalhar a circulação de pessoas no ambiente e tornar os espaços pouco funcionais. Além disso, há o risco de que sua casa fique com o aspecto de depósito de “tralhas”. E ninguém quer isso, correto?

5. Entenda o gosto da sua família

Ter referências de decoração da casa nova é uma ótima ideia. A internet e as revistas, por exemplo, servem para isso mesmo. Apenas tome cuidado para não deixar de dar seu toque pessoal aos espaços. Coloque em prática tudo aquilo que você sempre sonhou em ter, seja um quadro ou uma plantinha específica.

Além disso, não esqueça de levar em conta a opinião dos outros membros da família. A missão “decoração de casa nova” pode ser muito mais divertida se for feita em conjunto. Até porque, o espaço servirá para todos e, em alguns casos, será necessário ceder — e está tudo bem!

Aproveite o momento em família para decidir os melhores móveis e itens de decoração. Avalie de forma coletiva o que deve permanecer e o que pode ser doado ou vendido. Vocês também podem dar cara nova a peças antigas com os tutoriais de “faça você mesmo” que existem na internet. 

Como você viu, para acertar na decoração de casa nova vale a pena se planejar e levar em conta alguns pontos importantes, como os móveis antigos, a iluminação e até o estilo. O objetivo é que ela fique harmonizada e confortável para toda a família. Assim, todos os integrantes se sentirão realmente em casa!

Você gostou dessas dicas? Então assine a nossa newsletter! Assim, você receberá mais conteúdos como esse diretamente da sua caixa de e-mails!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.