Afinal, posso ou não fazer reforma em apartamento alugado?

Uma das maiores dúvidas dos inquilinos é a respeito da reforma em apartamento alugado. Como a locação prevê o uso de um imóvel de outra pessoa por algum tempo, a lei prevê alguns direitos e deveres a respeito de mudanças na propriedade. Mas, afinal, o que pode ser feito?

Esse é um contrato que deve ser muito bem redigido. Ainda assim, a lei protege as duas partes e garante que tudo possa sair conforme planejado. Há mudanças que são permitidas nas reformas de imóvel alugado, mas são necessários alguns cuidados. Certos reparos são proibidos e outras alterações só podem ser feitas mediante acordo com o proprietário.

Quer saber o que você pode ou não fazer no apartamento alugado? Confira a seguir!

Mudanças estruturais não podem ser feitas

Antes de decidir reformar o apartamento alugado, é preciso entender como é a estrutura do edifício onde mora. Quebrar paredes sem analisar a construção pode comprometer vigas importantes, além de correr o risco de danificar a parte hidráulica e elétrica. Algumas mudanças podem até ter o aval do proprietário, mas não são passíveis de desconto no aluguel.

Alterações que melhoram o conforto devem ser realizadas

Caso o problema encontrado na propriedade afete diretamente o dia a dia dos novos inquilinos, a mudança deve ser feita mesmo que o proprietário não concorde com ela.

Problemas de fiação, por exemplo, podem causar curto circuitos e até incêndios. O mesmo vale para vazamentos, que podem comprometer as estruturas de tetos e paredes. Tudo o que coloca em risco a vida dos moradores e que prejudica a rotina deles tem aval para ser realizado.

O ideal é que o dono ou a imobiliária sejam avisados para que providenciem o ajuste. Caso isso não ocorra, você pode contratar os serviços e, com um laudo, pleitear o desconto dos gastos nos valores cobrados pelo aluguel.

Pintar as paredes é permitido

Uma das primeiras decisões que o novo morador toma ao entrar em um apartamento alugado é pintar a parede. Isso porque a mudança de cores personaliza o imóvel e dá ao inquilino a sensação de pertencimento.

Esse é um direito seu e que pode, sim, ser exercido. Alguns contratos, no entanto, exigem que o inquilino entregue a propriedade na mesma cor em que foi entregue. É importante contar com esse gasto no futuro.

Troca de revestimentos depende de acordo prévio

Além de não poder derrubar paredes sem o aval do proprietário e sem verificar a estrutura do edifício, você também não tem a permissão de realizar trocas de revestimento sem que isso seja acordado com o locador.

Caso pisos e azulejos não sejam do seu agrado, nada de ir à primeira loja de construções escolher o modelo novo. Avalie se o investimento vai valer a pena pelo tempo que ficará no imóvel e converse com o proprietário. Caso a mudança o agrade, é possível até combinar de as duas partes arcarem com as despesas.​

Se não gosta do que vê, procure por opções que sejam mais práticas e baratas, como os adesivos para azulejos, que dão uma cara nova aos espaços e ainda personalizam a sua casa.

É importante saber que, mesmo com o aval do locador, os serviços devem ser realizados com profissionais qualificados e de renome no mercado. Isso garante maior segurança e melhores resultados na reforma.

Gostou de saber mais sobre o que é permitido na reforma em apartamento alugado? Aproveite para curtir nossa página no Facebook para ler mais conteúdos como este!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.