Conheça os tipos de apartamento e suas diferenças

Na hora de comprar um imóvel, muitas coisas devem ser pensadas. Além da localização, da metragem e do valor da propriedade, é preciso também saber qual o melhor tipo de construção para as necessidades do novo morador. Entre casas, sobrados e imóveis em condomínio fechado, muitas pessoas se esquecem de avaliar os tipos de apartamento e quais são as suas diferenças.

Sim! Há muito além do que conhecemos como apartamento. Saber das alternativas é essencial para fazer uma opção certeira e não se arrepender depois da assinatura do contrato. Isso porque cada um dos tipos de apartamento é ideal para dado momento de vida, número de moradores e preferências.

Não sabia disso e está louco para conferir os tipos de apartamento que existem no mercado? Este post foi feito especialmente para tirar essas dúvidas! Continue a leitura e escolha a opção ideal para você e sua família.

Apartamento padrão

Sabe aquele apartamento que todo mundo conhece? Este é o apartamento padrão. Sua construção tem os cômodos separados por paredes e suas unidades costumam ser parecidas ou iguais dentro de um mesmo empreendimento. Em geral, é composto por área de serviço, cozinha, salas de estar e jantar, banheiro e quartos.

Pode ter tamanho variável, embora, hoje, eles se apresentam com a planta cada vez mais compacta, uma tendência do mercado imobiliário. Ainda assim, são classificados pelo número de quartos. É comum vermos anúncios de apartamentos de dois quartos, ou três quartos, incluindo uma suíte. 

Essa opção é muito escolhida por famílias e novos casais, que desejam uma construção tradicional e bem delimitada para deixar a casa mais aconchegante. Ainda assim, alguns solteiros gostam do conforto e podem optar por apartamento padrão de um único quarto.

Quitinete

Também escrita como “kitnet”, esse apartamento é compacto e não costuma ultrapassar os 35 metros quadrados. A construção compreende um único cômodo que é composto por quarto e cozinha, tendo um pequeno banheiro separado. Este último também costuma ter espaço limitado, com um vaso sanitário, uma pia e um chuveiro pequeno.

A quitinete é o tipo de apartamento ideal para quem vai morar sozinho. É muito buscada por estudantes que desejam sua independência ou por universitários que vão morar longe da família.

Alguns casais também optam por esse apartamento compacto, já que costuma ter valor acessível e é fácil de manter limpo e arrumado. Os empreendimentos frequentemente oferecem lavanderia comunitária, o que ajuda na economia dos moradores. 

Loft

Assim como a quitinete, o loft também é uma construção sem paredes separando os cômodos. Mesmo assim, os conceitos são diferentes; a quitinete é muito mais compacta. O loft surgiu na década de 1960, na cidade de Nova Iorque, e era uma escolha muito comum entre os artistas e as pessoas mais modernas 

A ideia era fazer com que fosse possível trabalhar no mesmo cômodo em que se recebiam os amigos. Era possível, por exemplo, pintar uma tela ou concluir uma escultura durante um jantar, apresentando suas ideias com mais conforto e descontração.

Como, no início, esses artistas utilizavam espaços abandonados de fábricas, o loft traz essa característica mais industrial e bastante ampla. Atualmente, solteiros e casais sem filhos optam por esse tipo de apartamento, que ainda mantém o status de modernidade. Diferentemente de quando surgiu, os lofts, hoje, podem ser encontrados em áreas mais afastadas do centro das cidades.

Studio

O studio é mais um dos tipos de apartamento de único cômodo, mas é mais parecido com a quitinete por conta do espaço mais limitado. Aqui, no entanto, existe a presença de uma sala integrada com cozinha e quarto. Essa opção é mais confortável e pode acomodar uma mobília maior.

Os studios também costumam ser muito bem localizados. São imóveis construídos em áreas nobres e bastante disputadas, o que faz seu valor aumentar um pouco quando comparamos com quitinetes próximas a universidades, por exemplo.

É o modelo ideal para quem é moderno, gosta de sofisticação e pretende morar sozinho ou com o companheiro. O studio ainda mantém status, e seus empreendimentos costumam oferecer áreas de lazer mais requintadas, como academias, lavanderias industriais e, até, espaço gourmet.

Duplex

Quando falamos de duplex, referimo-nos a apartamentos com dois andares. É uma opção bastante acertada de famílias que querem a segurança dos apartamentos, mas que não abrem mão de um pouco mais de espaço, privacidade e conforto. Esse tipo de apartamento costuma ter preço mais acessível, também, além de valorizar bastante ao longo dos anos.

Em geral, o morador tem, no andar de baixo, cômodos como sala de estar, sala de jantar, banheiro, cozinha e área de serviço. Subindo as escadas estarão os quartos, banheiro e, às vezes, um cômodo a mais para ser usado conforme necessidade do morador, como um cantinho de brincar. Isso oferece mais silêncio e independência. 

Os cômodos também são mais amplos do que em um apartamento padrão, ajudando os moradores a se sentirem mais à vontade e com maiores possibilidades de acomodar seus móveis e objetos pessoais. Para melhorar ainda mais, alguns apartamentos duplex costumam ter área privativa externa, contribuindo para a qualidade de vida. 

Apartamento garden 

Os apartamentos garden são uns dos queridinhos do momento. Sua construção fica nos andares térreos e têm área externa, onde costumam ficar pequenos jardins, hortas privativas ou quintais. Além de ter fácil acessibilidade, já que não exige o uso de escadas ou elevadores, o apartamento garden oferece maior qualidade de vida e satisfação dos moradores que não abrem mão da presença do sol. 

Muitas famílias optam pelos garden, principalmente casais com filhos ou que querem manter cachorro em apartamento. Além da segurança e do espaço, essa é uma unidade habitacional que costuma ter valor mais acessível, já que os andares mais altos são os mais disputados pelos compradores. 

Esse imóvel também pode ser bastante valorizado, principalmente se o morador fizer projetos de paisagismo e se a área tiver um espaço confortável, ou seja, é possível vender o imóvel rapidamente. Móveis de jardim podem deixar um simples apartamento com ar de casa no campo. 

Apartamento de cobertura

Agora chegamos ao mais cobiçado dos tipos de apartamento: a cobertura! É o sonho de muita gente que quer segurança, espaço amplo, status, liberdade e vistas de tirar o fôlego. Essas unidades costumam ser as mais caras de um empreendimento, isso porque estão no último andar e, portanto, são mais privativas, silenciosas e de maior metragem. 

As coberturas costumam ter áreas privativas de lazer, como terraços, áreas gourmets, piscinas e churrasqueiras. Tudo isso dá maior privacidade, mas com a segurança de um apartamento. A vista panorâmica da cidade costuma ser um diferencial.

É uma opção muito buscada por famílias de maior poder aquisitivo e que são, em geral, mais numerosas. Para os que gostam de ser os anfitriões das festas de família e amigos, é a opção ideal. As coberturas costumam ser mais silenciosas e podem abrigar os quartos no andar mais baixo, evitando incomodar os vizinhos e ouvir barulhos dos outros apartamentos. 

Agora que você descobriu quais os tipos de apartamento que existem, fica mais fácil fazer a escolha certa, não é mesmo? Aproveite para saber mais sobre assuntos do mercado e confira nossos post sobre quando é possível fazer reforma em apartamento alugado!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.